A importância das Taxas no Transporte

CTe - quinta-feira, 30 de setembro de 2021

Você esta em:

Todos sabemos que uma transportadora para ser bem-sucedida, ela precisa de vários requisitos funcionando corretamente dentro e fora da empresa, um requisito importante para que isto aconteça, é o conhecimento das taxas de frete.

As taxas são tarifas embutidas no valor final do frete, estas tarifas variam conforme as necessidades específicas de cada mercadoria ou  particularidade de cada embarcador, são conhecidos como taxas ou generalidades e servem para suprir gastos que são necessários antes, durante e depois do transporte das mercadorias

Antes de falar em taxas saliento a importância  de uma transportadora ter um Sistema de Gestão Especialista no segmento de transportes, pois ele automatiza os mais diversos processos e garante mais agilidade, segurança e produtividade, no dia a dia das transportadoras.

O HERMES TMS já traz embarcado em sua plataforma as principais taxas de mercado, desta maneira agiliza na hora de montar as tabelas de Fretes (falaremos sobre tabelas em outro artigo).

Um ponto que é importante salientar, com o HERMES TMS você mesmo pode criar qualquer tipo de taxa e incluí-las em suas tabelas, desta forma sua empresa pode escolher o que cobrar em cada negociação independente das particularidades de cada um de seus clientes.

Além disto o HERMES TMS traz embarcado em seu DNA todos os conceitos da logística ‘‘4.0’’. Tudo isso para atender à necessidade de maior visibilidade e controle de todo o fluxo do processo de transporte, desde o início até o fim da cadeia logística, atendendo desta maneira:

  • fornecedores;
  • fabricantes;
  • distribuidores;
  • varejistas;
  • clientes finais.

Segue abaixo algumas taxas  serviços cobrados no Transporte de Cargas Rodoviário:

 

Frete peso:

O frete peso costuma ser definido por meio da relação entre o peso bruto e o peso cubado (dimensões da embalagem) do produto, sendo o maior deles usado no cálculo.

Frete valor:

O valor da nota fiscal também influencia no preço do serviço prestado pelas transportadoras. Nesse caso, a taxa incide em uma porcentagem sobre o valor da carga, que é descrito no documento.

Gerenciamento de risco e segurança (GRIS):

Essa taxa é cobrada por meio de um percentual sobre o valor da Nota Fiscal e independe da distância que será percorrida. Ela visa cobrir os custos que a transportadora possui ao adotar medidas de prevenção e combate ao roubo de cargas.

Ad Valorem:

O objetivo dessa taxa é cobrir os custos de seguro das mercadorias enquanto elas estiverem sob a responsabilidade da transportadora.

Reentrega:

Quando a entrega não for finalizada na primeira tentativa.

Taxa de despacho:

Essa taxa é cobrada com base em um valor fixo por despacho, acrescido de uma margem (mark up), definido pela empresa prestadora do serviço. O objetivo é ressarcir a transportadora dos custos envolvidos nas operações de envio e nas de coleta e entrega de produtos.

Taxa de permanência de carga:

É referente aos custos que a empresa contratada tem com a locação de espaço, serviço de segurança, seguros, impostos, entre outras despesas que acontecem quando um cliente precisa que sua carga fique estacionada em algum ponto sob responsabilidade da transportadora antes da entrega final.

 

Cubagem:

A cubagem e o peso cubado são dois pontos essenciais para o cálculo do frete, principalmente quando se trata de otimizar a ocupação dentro do veículo, em termos de peso e espaço — visto que, ao considerar somente as dimensões ou o peso bruto, a cobrança pode ser inadequada.

Devolução de mercadorias:

A devolução ocorre quando o cliente rejeita o recebimento da mercadoria, fazendo com que seja necessário retornar com a carga à sua origem

Estadia do veículo, ou diária:

É feita sempre que o período em que o veículo permanecer parado (aguardando carga ou descarga) for maior do que o previsto em contrato ou na lei.

Pedágio:

Os pedágios são cobrados de acordo com o trajeto feito para realizar a entrega.

Taxa de dificuldade na entrega (TDE):

 Essa taxa existe em razão de ressarcir a transportadora de quaisquer custos adicionais que possam ocorrer quando há dificuldade na realização de uma entrega.

Taxa de administração da SEFAZ:

Criada com a finalidade de ressarcir os custos que as transportadoras arcam com a ocorrência de entraves fiscais e outras burocracias — como a retenção em postos, a cobrança dessa taxa é feita por meio de um valor fixo para cada CT-e emitido.

ADEME:

A taxa de Administração de Emergência é um item utilizado na cobrança dos serviços de transportes para subsidiar os custos relacionados com o seguro da carga/operação.

Taxa de restrição de trânsito (TRT):

São custos adicionais que a transportadora possui ao operar em cidades que possuem restrição à circulação de veículos de carga.

Taxa de fiel depositário (TFD):

Ela é cobrada quando as cargas de determinado cliente ficam retidas pela fiscalização no posto da SEFAZ até que o embarcador solucione as pendências.

Taxa de escolta armada:

É utilizada para cargas de altos valores.

Taxa EMEX:

Taxa de Emergência Excepcional.

Taxa mínima:

Essa taxa existe em razão de ressarcir a transportadora de quaisquer custos adicionais que possam ocorrer quando há dificuldade na realização de uma entrega.

Taxas especificas para empresas que atuam na região do Amazonas

Ainda existem cobranças específicas para outros tipos de operação, como é o caso de operações realizadas na região do Amazonas, são elas:

Taxa de redespacho fluvial (TRF)

É cobrada quando existem cargas destinadas a locais onde se utiliza o transporte fluvial para complementar determinado trecho. O valor serve para ressarcir esse tipo de transporte e é formado por um percentual sobre o valor da mercadoria.

Seguro fluvial

O seguro fluvial é destinado a mercadorias que possuem origem ou destino dentro do estado do Amazonas e necessitam de transporte fluvial, normalmente feito em balsas. A taxa é cobrada com base em um percentual sobre o valor dos produtos e usada para ressarcir os custos extras que a transportadora possui com essa operação.

Taxa de administração da SUFRAMA

Foi criada com o objetivo de ressarcir a transportadora dos custos gerados pelos processos e burocracias que envolvem a SUFRAMA. Isso inclui despesas com elaboração e acompanhamento das documentações nos órgãos competentes, gastos com despachantes, recebimento e envio de arquivos, entre outros.

 

Cobrança de serviços adicionais

Alguns serviços vão além dos processos de transporte, e devem ser cobrados a parte dos clientes, por gerarem um custo extra, são cobradas como um complemento do frete.

São eles:

Serviço de unitização ou paletização da carga

A Paletização e a Unitização são serviços logísticos que envolvem os processos de logística, transporte e distribuição física; e consistem no agrupamento dos produtos em paletes ou em volumes unitários, onde são fixados uns aos outros e dispostos em cargas individuais de mesma cubagem e formato. O objetivo é alcançar maior organização do estoque e facilitar o transporte da carga, é um serviço cobrado à parte e não inclui o fornecimento do palete.

 

Taxa de agendamento de entregas

Este serviço se aplica em casos que a gestão do processo de agendamento de entrega é realizada pelo transportador, bem como acompanhamento diferenciado, separação e consolidação da carga por lotes, com equipe e veículo dedicado, entre outros aspectos. Geralmente está taxa é cobrada por meio de um percentual sobre o valor do frete original.

Devolução de canhotos

Embora em desuso devido ao avanço dos recursos eletrônicos (digitalização dos comprovantes de entrega), por questões jurídicas os embarcadores podem precisar do retorno do canhoto original da DANFE comprovando a efetiva entrega da mercadoria.

Caso haja a necessidade do envio de cópias pra algum cliente, a transportadora  poderá cobrar por ele, assim como é feito no pagamento do frete. A cobrança geralmente é feita por documento enviado ao cliente.

 

Entregas com a exigência de veículos dedicados

O Transporte de Carga Dedicada se apresenta como uma modalidade exclusiva e diferenciada de frete, e ocorre quando uma transportadora disponibiliza um veículo para atender à solicitação de uma única empresa. Esse meio de transporte se torna exclusivo para o cliente e pode ser utilizado em sua total capacidade ou não, também pode viajar para um destino ou mais destinos de acordo com a exigência de cada cliente.

Esse tipo de operação gera custos adicionais para a transportadora, que repassados para o cliente. Geralmente a cobrança é feita por entrega.

 

Taxa de coletas e entregas fora de dias e horários normais de operação

Normalmente o serviço de entregas e coletas pelas transportadoras é realizado em dias úteis durante o horário comercial. No entanto, existem situações em que os clientes precisam desse serviço fora do período habitual, o que desencadeia a necessidade de criar um regime de horas extras, o aumento dos custos administrativos, a ociosidade dos veículos, entre outros custos operacionais e administrativos. Quando isso ocorre, a cobrança é feita com base em um percentual do frete original, mas também pode haver outras despesas adicionais que serão acrescentadas ao valor final.

Como podemos ver, existe uma diversidade muito grande de taxas e serviços no transporte de cargas que podem ser cobradas conforme as particularidades e necessidades de cada embarcador.

O HERMES TMS permite a criação de tabelas de frete de acordo com os parâmetros e particularidades de cada embarcador  de uma maneira ágil, segura e de fácil compreensão, gerando os cálculos de forma precisa em instantes, sem deixar nenhum custo de lado, simplificando uma das áreas mais complexas do setor de transportes.

Autor: José Lemos

 

Tenha um Sistema de Gestão Especialista ajudando a gerir seus negócios, conheça o HERMES TMS e traga sua empresa para nova era do transporte!

 

Galeria de Imagens